Entrevista com Danielle Noce


Ontem eu falei aqui do I Could Kill for a Dessert, um site que conta com vários vídeos de receitas produzidos pela Danielle Noce e sua equipe!

O sucesso foi tanto que o site se transformou em programa da VH1.

Agora trago algumas novidades da vida de Danielle, com uma entrevista com a confeiteira.

Para quem não sabe Danielle Noce, atualmente está na França cursando o MasterClass de pâtisserie na École Lenôtre! Antes disso ela já se formou em confeitaria pelo Centro Europeu em Curitiba, formou-se em Desenho de Moda, se pós-graduou em Gestão de Luxo e fez cursos para atuação de teatro e cinema.

Percebemos que Danielle não para né? Ela mesma confirmou na entrevista que adora correr riscos e fazer coisas novas. Veja a seguir:

TRFC: Quando começou seu amor pela confeitaria?

Danielle: Eu confeito desde pequena, mas, só há alguns anos essa vontade de fazer isso como meio de vida se aflorou.

TRFC: Você acredita que suas especializações te ajudaram na criação site e no programa de TV?

Danielle: Me ajudaram muito na criação do site e no programa do YouTube. Afinal de contas, o programa que passa hoje na VH1 é o mesmo que já passava no YouTube.

TRFC: Qual são as diferenças dos cursos nacionais comparado ao curso que está realizando atualmente na França?

Danielle: As diferenças são muitas, mas não posso falar sobre todos os cursos do Brasil, pois estão sendo lançadas escolas novas por aí a todo instante e que eu não posso julgar sem conhecer.

Em relação aos cursos que eu fiz aí e o que eu estou fazendo agora, a grande diferença se dá no embasamento técnico e na vasta experiência dos profissionais que dão o curso.

TRFC: Você se inspira ou segue o modelo de algum chef?

Danielle: Não!

TRFC: Qual comida você acha mais difícil e chatinha de preparar e qual te dá mais prazer?

Danielle: Tudo que é “chatinho” de ser feito, normalmente é o que me dá mais prazer de fazer. Gosto de ficar horas na cozinha e fazer um único produto incrível desse tempo que passei por lá. Mas não tenho algo preferido, adoro variar o que eu vou fazer, me canso muito fácil se tenho que fazer sempre a mesma coisa.

TRFC: Como se imagina daqui cinco e dez anos? Tem outros projetos e sonhos além dos já realizados?

Danielle: Não sei, há cinco anos não me imaginava onde estou hoje e acho que é exatamente por isso que estou aqui. Gosto de correr riscos e fazer coisas novas. Planejo o suficiente para continuar a minha vida de uma forma agradável, mas não tenho planos de 5 anos, falo bem sobre isso no “sobre mim” no meu site.

O meu outro projeto no momento é a minha produtora, a Enfim Filmes, é nela que eu estou apostando minhas novas fichas.

TRFC: Quando você percebeu que poderia transformar seu amor pela confeitaria em um site e um programa?

Danielle: Na verdade não fui eu quem percebi, foi meu marido e alguns amigos que me achavam muito engraçada cozinhando. Foi daí que tudo começou.

TRFC: Um dia perfeito para você tem que ter?

Danielle: O Paulo.

TRFC: Se você pudesse cozinhar para uma celebridade, o quê seria e para quem seria? Danielle: Sou muito alheia a esse mundo de celebridades, não vem ninguém na minha cabeça. Mas gostaria muito de cozinhar um ovo e fritar uns bacons para o Kubrick e poder sentar e tomar um café da manhã com ele (se ele não estivesse morto, claro ;D)

TRFC: E se pudesse cozinhar para um personagem fictício, o quê seria e para quem seria?

Danielle: Não sei se cozinhar, mas eu gostaria de fazer um Old Fashioned para o Dom Draper da série Mad Men.

TRFC: Alguma dica para os que estão começando no mundo dos doces?

Danielle: Mãos a obra e use bons ingredientes sempre.

TRFC: E finalmente, qual é a SOBREMESA que você mataria para ter?

Danielle: Nunca sei responder essa pergunta, porque vai sempre depender do dia e da hora.

Uma fofa essa Danielle né? Obrigada pelas respostas e sucesso.

E se quiserem saber mais da dela é só clicar aqui!

Entrevista com a dona da Cupcakes Feelings: Raphaella Batista.


Raphaella Batista, Cupcake FeelingsRaphaella Batista, ou apenas Lela como prefere, é uma recifense de 24 anos formada em publicidade e pós-graduada em Administração de Marketing e é conhecida pelo site e a loja Cupcake Feelings.
Apesar da vida corrida atualizando seu blog e assando cupcakes, Lela aceitou meu convite de responder algumas perguntinhas sobre seu sucesso no ramo dos cupcakes!
E aqui está o resultado da entrevista:
TRFC: Como e quando começou a sua paixão por Cupcakes?
Lela: Há muito tempo atrás, morei por alguns anos nos Estados Unidos. Nesse período, desenvolvi um vício: cupcakes. Ao voltar para o Brasil, fui obrigada a enfrentar uma “rehab”, já que naquela época não havia nada semelhante a um cupcake por aqui. Porééém, há cerca de 5 anos, esses mini-bolos chegaram no país e viraram uma febre. Resultado? Tive uma recaída! Hahaha.

TRFC: Teve dificuldade  no início devido à pequena popularidade do bolinho no Brasil?
Lela: Quanto à aceitação do público, não. Tive a sorte de começar a produzir os bolinhos na época que eles estavam chegando aqui no país. Então como havia muita curiosidade das pessoas para saber o que era aquilo, elas sempre procuravam para experimentar.

A dificuldade que existia era encontrar ingredientes e ferramentas adequadas e especiais para cupcakes. Tudo que eu comprava tinha que ser importado, pois aqui não havia muitas opções. Hoje em dia já encontramos bastante coisitas, mas ainda é limitadinho. A criatividade tem que falar mais alto para se adequar com o que temos em mãos. Hahaha.

TRFC: Quando você decidiu transformar o seu hobbie em profissão?
Lela: Em 2011, quinze dias após lançar o blog, meus amigos que sabiam que eu adorava fazer cupcakes, começaram a incentivar a vender os bolinhos. Encarei o desafio com um teste pessoal mesmo e terminou que deu certo. 🙂

Cupcakes feelings

TRFC: Qual é a sua parte favorita em preparar um Cupcake?
Lela: Minha parte favorita é ver eles prontinhos! Não consigo ficar inerte depois disso. Quero logo tirar fotos, expor eles pro mundo todo. É como uma mãe que arruma suas filhinhas e fica babando por horas, admirando, sabe?

TRFC: Qual é seu sabor favorito de cupcake?  
Lela: Vanilla! Porque mistura uma massa branca bem leve, com cobertura de doce-de-leite (que eu aaaaaamo!) e buttercream de baunilha, que é um creme tipicamente americano. Fica bem leve e menos doce que os de chocolate. Só não fica perfeito porque engorda. Hahaha.

Cupcake Feelings

Cupcake Rainbow: Cupcakes de baunilha, com recheio de brigadeiro e massa tingida.

TRFC: De onde veio à ideia de montar o site Cupcake Feelings?
Lela: Diante da situação de viver no país dos cupcakes e adquirir o vício por estes, passei a ter mais acesso ao doce e a tudo que se tratava dele. Meus amigos desistiram de me ajudar a curar o vício e passaram a alimentá-lo, enviando sempre algum site, imagem, vídeo, etc. Dessa forma, passei a ter muitas referências em relação aos cupcakes, e senti uma necessidade de expor isso para as pessoas. Não tenho nem intenção em fazer o blog ser super acessado, nem nada. É mais um diário cupcakiano que eu quero compartilhar com outros possíveis viciadinhos.

TRFC: Quando você sentiu que estava preparada para abrir uma loja e como foi essa experiência?
Lela: Preparada você nunca se sente, viu? Hahaha. É uma responsabilidade muito grande, uma mudança enorme. É uma decisão bem difícil de ser tomada. Por mais gostosa que seja de vivenciar isso tudo, tem muitos pontos que pesam nessa decisão. Eu senti que eu tinha que focar em algum ramo quando eu me comprometi em trabalhar numa agência de publicidade, pós-graduação e encomendas de cupcakes. Eu cozinhava das 23h às 3h todos os dias. Trabalhava na agência a partir das 9h, e daí seguia o dia numa loucura. Eu já não estava rendendo em canto nenhum, estava cansada, estressada. Precisei parar e escolher o que seria prioridade pra mim a partir daquele momento, porque do jeito que tava, não dava pra continuar. Daí optei pelos cupcakes e tive que abrir um loja, pois a humilde cozinha da minha casa não estava mais dando conta do espaço.

Tenho certeza que fiz a coisa certa. Estou muito feliz com tudo que está acontecendo. 🙂

Cupcake Feelings

Fachada da loja Cupcake Feelings

TRFC: Você tem projetos de transformar o Cupcake Feelings em uma rede expandindo por todo o país?
Lela: Estou dando um passo por vez. No momento, estou focada na loja e nos pontos-de-venda. Porém já estou com um projeto encaminhado para que nossos cupcakes cheguem até São Paulo muito em breve! 🙂

TRFC: A sua faculdade de publicidade a ajudou no ramo dos Cupcakes?
Lela: Bastante! Tanto a faculdade, quanto a pós-graduação em Administração em Marketing. Me deu uma visão melhor de mercado, de como utilizar redes sociais para divulgar o meu negócio, como torná-lo conhecido, como tratar os clientes, legislação, tudo. Apesar de não ter uma ligação direta com a área gastronômica, os cursos me deram uma base muito boa para o desenvolvimento do meu lado empreendedor.

TRFC: Alguma dica para a quem está começando no mundo dos mini-bolos?
Lela : A minha dica vale não só pra quem está começando nesse ramo, mas em qualquer outro: foco e dedicação. Se teve uma ideia agora, coloque ela em prática o mais breve possível, não deixe pra amanhã. Amanhã alguém pode ter sua mesma ideia e executá-la antes e você perdeu tudo. Portanto, mãos a obra! Não fica com a ideia em mãos. Começa a trabalhar ela logo para que você não perca o time e dê tudo certo. Obstáculos mil vão surgir, Mas se mantenha focado no objetivo final e vá em frente. 🙂

Cupcake Feelings

Essa Lela é uma fofa né???!!  Muito obrigada pela atenção e pela participação no blog e pode ter certeza que quando a Cupcake Feelings chegar a São Paulo você já terá uma fã!!! ❤

E para quem quer saber mais é só entrar no Cupcake Feeling e quem mora por Recife é só passar na loja para experimentar essas mini delícias que são os cupcakes da Lela!

Sua loja fica Rua Gonçalves Maia, 221, Boa Vista, Recife, PE. Rua do Consulado Americano. O horário de funcionamento é de Segunda a Sexta das 10h às 19h e aos Sábado das 10h às 1h.

Além disso os cupcakes da Lela são vendidos por vários outros pontos de Recife, é só conferir aqui!

xdfg

Cupcakes feito com amor é outra coisa né?

Fotos tiradas do Facebook do Cupcake Feelings!